Vigoroso encontro de mulheres camponesas

A- A A+

http://www.anovademocracia.com.br/127/13b.jpg

Nos dias 08 e 09 e março reuniram-se, na sede da colônia de pescadores da cidade de Pedras de Maria da Cruz/MG, companheiras dirigentes do MFP – Movimento Feminino Popular que atuam no movimento camponês do Norte de Minas e Bahia para realizar as celebrações do dia 08 de março – Dia Internacional da mulher trabalhadora!

O Encontro realizou uma classista e vermelha saudação às mulheres do povo, especialmente às camponesas que lutam pela terra, enfrentando o velho Estado e o ódio do latifúndio. O III Encontro expressou um veemente repúdio ao governo de Dilma Rousseff/ PT como governo que aumentou a miséria e repressão no campo, piorando as condições de vida das mulheres camponesas!

Os debates sobre a situação política de nosso país, realizados no primeiro dia do encontro, demonstraram a consciência destas companheiras sobre a crise que se encontra o Brasil, o pioramento da vida do povo no campo e nas cidades, motivo das greves e dos grandes protestos, levantamentos e crescimento da revolta popular.

O III Encontro de Mulheres Camponesas classificou como crimes contra o povo a brutal repressão das manifestações populares e a criação de leis fascistas contra as mínimas liberdades democráticas e a criminalização dos movimentos populares, comandados pelo governo do PT/Dilma, para garantir os interesses dos monopólios nacionais e transnacionais, através das grandes obras e a realização da Copa da Fifa.

As companheiras também condenaram a farsa eleitoral, denunciaram as políticas eleitoreiras neste período de estiagem prolongada em toda a região, a política dos caminhões pipas, as péssimas condições das estradas, das escolas e da saúde nas áreas rurais. Um manifesto com as denúncias, em nome do MFP, foi distribuído na cidade.

No segundo dia, foi debatida mais uma vez a campanha de punição para os criminosos do regime militar, civis e militares, mandantes e executores das torturas, assassinatos e desaparecimentos forçados. Reafirmando a consigna de “Nem perdão, nem esquecimento, punição para os criminosos do regime militar!”.

Várias canções de luta e palavras de ordem demonstraram o vigor e a decisão das companheiras presentes no encontro para propagandear e aplicar as propostas aprovadas no término da atividade a respeito da organização dos núcleos do MFP nas áreas revolucionárias e nas cidades vizinhas e o trabalho junto com a Liga dos Camponeses Pobres (LCP) do Norte de Minas e da Bahia.

Ao final foi feito um agradecimento solene aos companheiros da Liga e do Comitê de Apoio que garantiram as questões de estrutura e fizeram a alimentação do encontro para que as companheiras pudessem se dedicar aos debates.

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait